NEUROCIÊNCIA COGNITIVA E HABILIDADES DE GÊNERO: UMA ANALISE DO DESEMPENHO COGNITIVO DE ESTUDANTES BRASILEIROS AVALIADOS NO PISA

  • Jeane da Silva
  • Ierecê Barbosa
  • José de Souza

Resumo

Apresentamos neste artigo uma abordagem da neurociência cognitiva focada na relação mente-cérebro, com ênfase nas habilidades cognitivas inerentes aos gêneros humanos. Nosso objetivo e destacar os novos paradigmas da neurociência cognitiva e discuti-los com alguns resultados apresentados no Programa de Avaliação de Estudante Internacional (Pisa) realizado em 2012, observando aspectos peculiares do desempenho cognitivo de estudantes da região Norte do Brasil, bem como as diferenças de gêneros constatadas na pesquisa. Os principais autores utilizados em nossa fundamentação teórica foram Eliot (2013), Lent (2013) e Houzel (2000; 2013). O percurso metodológico foi ancorado na pesquisa bibliográfica e na discussão dos dados quantitativos analisados a partir de alguns resultados constatados pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA). Os resultados indicaram que muitas diferenças de gênero, em relação às habilidades cognitivas em matemática, ciência e linguagem podem estar relacionadas às dimensões educacionais e socioculturais nas quais meninos e meninas são expostos desde tenra idade.

Publicado
2017-05-04
Como Citar
DA SILVA, Jeane; BARBOSA, Ierecê; DE SOUZA, José. NEUROCIÊNCIA COGNITIVA E HABILIDADES DE GÊNERO: UMA ANALISE DO DESEMPENHO COGNITIVO DE ESTUDANTES BRASILEIROS AVALIADOS NO PISA. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 8, n. 15, p. 11-25, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/141>. Acesso em: 13 dez. 2019.
Seção
Artigos