A CONCEPÇÃO EPISTEMOLÓGICA DOCENTE NA FORMAÇÃO DO LICENCIADO COMO UM PILAR PRIMORDIAL NA AÇÃO PEDAGÓGICA

  • Marco Peixoto
  • Ierecê Barbosa
  • Dayse Maia

Resumo

Existe uma confusão epistemológica na concepção dos cursos de Licenciatura em relação às disciplinas de conteúdo específico (epistemologia do bacharel) e as disciplinas didáticas e pedagógicas (epistemologia do licenciado). O método de pesquisa utilizou questionários estruturados com questões abertas e fechadas aplicadas em dois grupos, sendo um deles ingressante na Licenciatura em Ciências Biológicas e outro com professores atuantes que concluiam pós-graduação Latu Sensu em Ensino das Ciências. Os resultados sugerem que os estudantes são atraídos pelas disciplinas de que mais gostam, mas enfrentam uma dificuldade formativa no que tange à implementação das disciplinas pedagógicas, dentre elas a didática, que representa uma realidade temida por eles acerca das dificuldades na rede pública de ensino. Conclui-se que as Instituições que formam os professores precisam ensejar uma discussão epistemológica mais aprofundada, que aponte uma sustentação confiável para as teorias em conflito, sob pena de serem responsabilizadas pela perpetuação das dificuldades atribuídas a muitas escolas. Há que se criar um consenso epistemológico em que os docentes acreditem, e seja aplicado em seus cursos de formação.

Publicado
2017-04-24
Como Citar
PEIXOTO, Marco; BARBOSA, Ierecê; MAIA, Dayse. A CONCEPÇÃO EPISTEMOLÓGICA DOCENTE NA FORMAÇÃO DO LICENCIADO COMO UM PILAR PRIMORDIAL NA AÇÃO PEDAGÓGICA. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 4, n. 7, p. 115-126, abr. 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/28>. Acesso em: 06 dez. 2019.
Seção
Artigos