PRÁTICAS PARA O ENSINO DA QUÍMICA E MATEMÁTICA NO ESPAÇO NÃO FORMAL BOSQUE DA CIÊNCIA

  • Denise Mota
  • Raine de Jesus
  • Augusto Terán
  • Ierecê Barbosa

Resumo

A Amazônia, por sua fauna, flora, clima e riquezas minerais é um dos mais ricos e sofisticados laboratórios naturais do planeta, no entanto, é pouco explorada pelos professores de Matemática e Química, principalmente no ensino e aprendizagem nas primeiras séries dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Levar o aluno a um contato direto com a natureza, encurta a distância entre o conhecimento teórico e o conhecimento prático além de possibilitar o desenvolvimento afetivo e cognitivo do mesmo. No decorrer da disciplina Fundamentos da Educação em Ciências do Mestrado em Educação em Ciências, vivenciamos a oportunidade de aplicar nossos olhares diferenciados e propor práticas de ensino de Matemática e Química para serem trabalhadas no Bosque da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Alcançarmos tal propósito só foi possível devido à nossa formação nessas áreas. Da aula prática realizada no Bosque da Ciência surgiram três propostas de atividades práticas voltadas à aquisição do conhecimento científico: duas relacionadas à Matemática e uma relacionada à Química. Considerando a estrutura e os locais disponibilizados para estudos no Bosque da Ciência, em particular aqueles que visitamos, concluímos ser este um ambiente não formal favorável à realização de práticas que visem enriquecer as atividades pedagógicas dos professores das disciplinas em questão

Publicado
2017-05-02
Como Citar
MOTA, Denise et al. PRÁTICAS PARA O ENSINO DA QUÍMICA E MATEMÁTICA NO ESPAÇO NÃO FORMAL BOSQUE DA CIÊNCIA. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 7, n. 13, p. 193-203, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/114>. Acesso em: 16 dez. 2019.
Seção
Nota Científica Educativa