A LEITURA EM ESPAÇOS NÃO FORMAIS COMO ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL / The reading in non-formal spaces as a pedagogical strategy in environmental education

  • Quemuel da Silva
  • José Lacerda Junior
  • Evelyn Noronha
  • Maria Inês Higuchi

Resumo

Com o objetivo de conhecer a relevância da prática de leituras em um espaço não formal na Educação Ambiental, o presente artigo parte do seguinte questionamento: em que medida atividades de leitura desenvolvida em um espaço não formal evidencia estratégias pedagógicas na Educação Ambiental? Como instrumento metodológico, a pesquisa tomou como ponto de partida a pesquisa bibliográfica e as rodas de conversas realizadas com crianças em um projeto pedagógico. Os resultados apontam a diversidade de espaços da cidade – ruas, praças, feiras, por exemplo – como vias apropriadas no que diz respeito ao processo educacional, principalmente, no processo de ensino-aprendizagem ocorrido na Educação Ambiental. E ainda, utilização dos espaços não formais, atravessado pela prática de leitura, oportuniza aos educandos a interação com outros sujeitos e a socialização de conhecimento, a partir de suas trocas, favorecendo aos mesmos um olhar sobre sua própria realidade.

Publicado
2017-05-09
Como Citar
DA SILVA, Quemuel et al. A LEITURA EM ESPAÇOS NÃO FORMAIS COMO ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL / The reading in non-formal spaces as a pedagogical strategy in environmental education. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 10, n. 21, p. 186-198, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/280>. Acesso em: 05 dez. 2019.