A FEIRA MANAUS MODERNA: UM ESPAÇO NÃO-FORMAL PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS

  • José Lacerda Junior
  • Evelyn Noronha

Resumo

O Ensino de Ciências em espaços não formais constitui-se como modalidade metodológica que entende o conhecimento como processo não limitado ao ambiente da sala de aula. Nesse sentido, o referido texto objetiva apresentar a Feira Manaus Moderna como um espaço não-formal para o Ensino de Ciências, mediantes as vozes dos alunos-participantes. Para embasar teoricamente essa perspectiva, ancorou-se em autores como Jacobucci (2008), Rocha; Fachín-Terán (2010), Noronha (2010), dentre outros. O percurso metodológico baseou-se em visitas orientadas à Feira Manaus Moderna e entrevistas semiestruturadas realizadas com oito (08) educandos do 6.º ano de uma escola de Manaus. Os resultados sinalizam que quando os alunos-participantes são compreendidos como sujeitos, onde suas vozes expressam as experiências realizadas, o processo de aprendizagem na área de Ensino de Ciências torna-se mais interessante, pois, há uma relação entre o saber produzido em sala de aula com o ambiente extraescolar.

Publicado
2017-05-02
Como Citar
LACERDA JUNIOR, José; NORONHA, Evelyn. A FEIRA MANAUS MODERNA: UM ESPAÇO NÃO-FORMAL PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 7, n. 13, p. 212-221, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/116>. Acesso em: 13 dez. 2019.
Seção
Relato de Experiência