O BOSQUE DA CIÊNCIA: AMBIENTE DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS

  • Débora de Souza
  • Anne Castelo Branco
  • Augusto Terán

Resumo

Este relato de experiência versa sobre as atividades realizadas no Bosque da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia – INPA, Manaus, Amazonas, Brasil, como atividade da disciplina de Fundamentos da Educação em Ciências do Curso de Mestrado Educação em Ciências da Universidade do Estado do Amazonas – UEA. As experiências vivenciadas, as discussões em grupo, as leituras e socializações nos proporcionaram uma aprendizagem satisfatória e a compreensão da importância do espaço não formal no ensino de ciências. O nosso trabalho foi fundamentado em autores como: Cachapuz (2005), Cascais & Fachín-Terán (2011), Delizoicov et al. (2007), Chassot (2011), dentre outros. O objetivo deste relato é analisar a relevância do espaço não formal para o ensino de ciências e propor alternativas para o educador, à fim de contribuir na construção dos conhecimentos científicos dos educandos. O volume de informações contribuiu para reflexão das atividades desenvolvidas neste ambiente e a necessidade de explorar o ensino de ciências de forma atrativa, despertando o desejo, a curiosidade e principalmente a formação de hipóteses que estimulem a buscar novos aprendizados. Para o uso maximizado do espaço não formal o educador deve rever suas práticas pedagógicas, planejando suas aulas e instigando os educandos a pesquisarem e construírem novos conhecimentos.

Publicado
2017-05-03
Como Citar
DE SOUZA, Débora; BRANCO, Anne Castelo; TERÁN, Augusto. O BOSQUE DA CIÊNCIA: AMBIENTE DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 7, n. 14, p. 198-206, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/137>. Acesso em: 17 out. 2019.
Seção
Relato de Experiência