O DESENVOLVIMENTO DA CIÊNCIA: UMA CONSTRUÇÃO AMBÍGUA

  • Edileuza Belmont
  • Josefina Kalhil

Resumo

Regis de Morais é Mineiro de Passa Quatro, nascido em 1940, é licenciado em Filosofia e
Ciências Sociais. Fez mestrado em Filosofia e Doutorado em Educação. Professor Titular
aposentado da UNICAMP, é hoje Professor Titular na PUC de Campinas, lecionando em
programas de pós-graduação. Ministra cursos e prestou serviços para a PUC do Chile, tendo
contribuído, também, com a Universidade Técnica de Lisboa.
O autor é conferencista e escritor com mais de 40 livros publicados. É fascinado pela cultura,
por isso, seu interesse se volta para a Religião, na obra Stress existencial e sentido da vida; para
a Arte, em seu livro Arte: a educação do sentimento; para a Ciência e Tecnologia em: Filosofia
da Ciência e da Tecnologia; para a filosofia, em diversas obras, e para a própria cultura, como no
livro Estudos de filosofia da cultura.

Publicado
2017-05-10
Como Citar
BELMONT, Edileuza; KALHIL, Josefina. O DESENVOLVIMENTO DA CIÊNCIA: UMA CONSTRUÇÃO AMBÍGUA. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 219-233, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/309>. Acesso em: 13 dez. 2019.
Seção
Artigos