ÁREAS PROTEGIDAS NO AMAZONAS: CONSERVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE COMO PRECEITOS AMBIENTAIS INDISSOCIÁVEIS / Protected areas in the Amazon: conservation and sustainability as indictable environmental precepts

  • Therezinha Fraxe
  • Marília Rezende
  • Carolina Macedo
  • Antônio Witkoski

Resumo

Em razão da força expressiva do atual processo civilizatório, um dos estratagemas encontrados pelo estado do Amazonas frente aos problemas ambientais atuais foi a criação de áreas protegidas, ou Unidades de Conservação (UC). As UC são legalmente constituídas como unidades territoriais que objetivam a conservação e/ou preservação de importantes ecossistemas. O objetivo deste artigo foi analisar os resultados da implementação das UC no estado do Amazonas, tendo como parâmetro a conservação da biossociodiversidade. Pode-se inferir, após a análise dos dados, que dentre os elementos positivos pós-criação de UC estão: a consolidação das alternativas de geração de emprego e renda por meio do manejo dos recursos naturais, a redução dos índices de desmatamento, e a formação/consolidação dos Conselhos Gestores. Os povos residentes têm procurado, dessa forma, garantir a sustentabilidade das UC, engajando esforços no fortalecimento das organizações sociais e na conservação da biossociodiversidade.

Publicado
2017-05-09
Como Citar
FRAXE, Therezinha et al. ÁREAS PROTEGIDAS NO AMAZONAS: CONSERVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE COMO PRECEITOS AMBIENTAIS INDISSOCIÁVEIS / Protected areas in the Amazon: conservation and sustainability as indictable environmental precepts. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 10, n. 21, p. 63-71, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/269>. Acesso em: 05 dez. 2019.