GESTÃO TERRITORIAL E GOVERNANÇA AMBIENTAL NA RESERVA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL IGAPÓ AÇU - AMAZONAS / Territorial management and environmental governance in the Igapó Açu Sustainable Development Reserve (Amazonas)

  • Marília Rezende
  • Silvana Queiroz
  • Fabiane de Oliveira
  • Therezinha Fraxe

Resumo

As Unidades de Conservação, atualmente, têm sido o principal estratagema conservacionista do Estado do Amazonas utilizado para a reprodução dos ecossistemas amazônicos. Nesse sentido, o objetivo deste artigo foi analisar a gestão territorial da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Igapó Açu e seus desdobramentos na governança ambiental desta Unidade de Conservação (UC). Esta UC possui uma particularidade territorial que a destaca, se comparada às demais áreas protegidas do Amazonas, pois é atravessada por uma rodovia federal, a BR-319. Essa peculiaridade desvela a importância da análise da gestão territorial, visto a miríade de interesses e atores sociais envolvidos. Para atingir o objetivo proposto foram utilizados diversos instrumentos metodológicos, como aplicação de formulários, entrevistas abertas, e a construção da Matriz F.O.F.A. Pode-se inferir, após a análise dos dados, que entraves e conflitos existem e necessitam de mitigação, entretanto, os pontos positivos elencados são mais expressivos que os negativos, evidenciando a importância das UC para a política ambiental do estado no Amazonas.

Publicado
2017-05-09
Como Citar
REZENDE, Marília et al. GESTÃO TERRITORIAL E GOVERNANÇA AMBIENTAL NA RESERVA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL IGAPÓ AÇU - AMAZONAS / Territorial management and environmental governance in the Igapó Açu Sustainable Development Reserve (Amazonas). Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 10, n. 21, p. 38-49, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/266>. Acesso em: 13 dez. 2019.