JOGOS DE LINGUAGEM E FORMAS DE VIDA: UM ESTUDO COM COLONOS ALEMÃES DO VALE DO RIO DOS SINOS / Language games and way of life: a study with German settlers of "Vale do Rio dos Sinos"

  • Ketlin Kroetz
  • Isabel de Lara

Resumo

O artigo objetiva analisar as semelhanças de família entre os jogos de linguagem da forma de vida escolar e da forma de vida agrícola de três colonos residentes numa região de colonização alemã do Vale do Rio dos Sinos. Os aportes teóricos que serviram como alicerce para esta investigação foram configurados na obra Investigações Filosóficas do Segundo Wittgenstein (2004). O material empírico consistiu em entrevistas semiestruturadas que foram realizadas individualmente na língua Hunsrückisch. A análise das narrativas evidencia que diferentemente dos jogos de linguagem utilizados na escola, marcados pelo rigor e hierarquia de saberes, a forma de vida não-escolar dos sujeitos não exige tal precisão. O ensino formal instruído pela escola difere da forma de vida não escolar dos sujeitos, pois esta levava em consideração implicações do clima, da terra e de diversos fatores pertencentes aos seus contextos. Diante disso, os jogos de linguagem da forma de vida escolar desse estudo apresentam fracas semelhanças de família com os jogos de linguagem apresentados na forma de vida agrícola dos sujeitos.

Publicado
2017-05-08
Como Citar
KROETZ, Ketlin; DE LARA, Isabel. JOGOS DE LINGUAGEM E FORMAS DE VIDA: UM ESTUDO COM COLONOS ALEMÃES DO VALE DO RIO DOS SINOS / Language games and way of life: a study with German settlers of "Vale do Rio dos Sinos". Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 9, n. 18, p. 244-253, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/209>. Acesso em: 22 out. 2019.
Seção
Artigos