Formar professores na escola

das relações à visibilidade de um currículo em ação

  • Regina Célia Moraes Vieira UEA

Resumo

Algumas tentativas de aliar as teorias curriculares às práticas educativas docentes nas escolas têm sido discursivamente sustentadas por políticas públicas de formação continuada de professores, visando principalmente o desenvolvimento de um currículo em ação, ou seja, o mais próximo possível das realidades de ensino-aprendizagem e da complexidade que a função de educar e de transformar mentes envolve. Visto dessa forma, o currículo que se vive na escola, perpassa por processos implícitos de identidade, de cultura, de conhecimento e potencialmente de relações, marcado por inéditas situações de autoria, a meu ver, ainda pouco identificadas e refletidas pela via da pesquisa, entendida aqui como aquela que pode revelar a etnografia de um cotidiano escolar — e, dessa forma, significar a formação em serviço. Neste artigo, considero o percurso das OFS como um modelo de formação de professores já experienciado, que necessita fortalecer-se como reflexão teórica sobre currículo, de forma a explicitar a invisibilidade daquilo que envolve as vivências ou omissões de uma vida escolar: a relação entre subjetividades e objetivos de um currículo pouco visível do ponto de vista identitário e transformador de contextos socioculturais em ascensão e, de práticas pedagógicas consubstanciadas em situações de aprendizagem vividas, e não apenas planificadas e dadas como reais.


 


Some attempts to combine curriculum theories with educational practices in schools have been discursively supported by public policies for the
continuing education of teachers, with a view to developing a curriculum in action, that is, as close as possible to the realities of teaching and learning. Of the complexity that the function of educating and transforming minds involves. Seen in this way, the curriculum that is lived in the school, goes through implicit processes of identity, culture, knowledge and potentially relationships, marked by unprecedented situations of authorship, in my view, still little identified and reflected by the way of research, Understood here as the one that can reveal the ethnography of
a daily school life — and, thus, mean the formation in service. In this article, I consider the course of OFS as an already experienced teacher training model, which needs to be strengthened as a theoretical reflection on curriculum, in order to make explicit the invisibility of what involves the experiences or omissions of a school life: the relationship between Subjectivities and objectives of a curriculum hardly visible from the point of view of identity and transforming socio-cultural contexts on the rise, and of pedagogical practices embodied in lived situations of learning, not just planned and given as real.

Publicado
2019-01-07
Como Citar
VIEIRA, Regina Célia Moraes. Formar professores na escola. Revista Saberes & Práticas, [S.l.], n. 1, p. 61-72, jan. 2019. ISSN 2596-013X. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/rsp/article/view/1307>. Acesso em: 21 jul. 2019.
Edição
Seção
Artigos