CONCEPÇÕES E PRÁTICAS CURRICULARES DOCENTES: UM OLHAR SOBRE OS SABERES LOCAIS DO CONTEXTO AMAZÔNICO

  • Kézia Martins

Resumo

Este trabalho investigativo traz uma reflexão sobre o currículo escolar e sua relação com os saberes locais, no caso deste estudo, os pertinentes ao contexto de Parintins-Amazonas. A pesquisa assumiu uma abordagem qualitativa, realizando uma pesquisa de campo na Escola Municipal “Lila Maia”, especificamente com quatro professores que atuavam no 5º ano do ensino fundamental, lançando mão da entrevista semi-estruturada e da observação direta. Embora os professores afirmem que procuram trabalhar as temáticas locais articuladas aos conteúdos disciplinares formais, não demonstraram compreender o real sentido e o papel social do currículo escolar frente à necessidade de valorização dos saberes locais, para ir além dos conhecimentos pré-estabelecidos nas propostas curriculares. Faz-se necessário uma pedagogia que enfoque os saberes locais dos alunos de modo dinâmico e significativo, pois cada cultura se constitui por meio dos saberes que nela se produzem. Confirmou-se com a pesquisa que é preciso repensar concepções, ressignificar práticas docentes voltadas aos grupos sociais localizados, mostrar a importância das comunidades na construção de saberes e na estruturação dos discursos no currículo escolar. É relevante que o educando valorize, se aproprie e se reconheça no lugar onde é chamado a viver. E este lugar é na Amazônia.

Publicado
2017-04-25
Como Citar
MARTINS, Kézia. CONCEPÇÕES E PRÁTICAS CURRICULARES DOCENTES: UM OLHAR SOBRE OS SABERES LOCAIS DO CONTEXTO AMAZÔNICO. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 6, n. 11, p. 53-64, abr. 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/72>. Acesso em: 09 dez. 2019.
Seção
Artigos