ESPAÇOS EDUCATIVOS CIENTÍFICOS: FORMAL, NÃO FORMAL E INFORMAL / Scientific Education Spaces: formal, non-formal, and informal

  • Saulo Seiffert Santos

Resumo

O desafio da educação em ciência em ir além de ensinar conceitos científicos, mas preparar para vida é maior que a educação escolar, e para isso se faz necessário à contribuição da sociedade e de instituições parceiras. Neste sentido, o objetivo deste ensaio é fazer uma apresentação de como a educação científica formal, não formal e informal têm avançado na missão educativo científica, no contexto nacional e internacional. Foi realizado leituras de artigos selecionados da base Mendeley utilizando a palavra-chave ―non formal education scientific‖ e encontraram-se artigos da UNESCO, autores internacionais e nacionais que versam em educação em ciência não formal. O texto foi uma tessitura do pensamento histórico do termo até o seu emprego atual junto à educação em ciências, e suas tendências de aproximar as atividades informais digitais.

Publicado
2017-05-09
Como Citar
SANTOS, Saulo Seiffert. ESPAÇOS EDUCATIVOS CIENTÍFICOS: FORMAL, NÃO FORMAL E INFORMAL / Scientific Education Spaces: formal, non-formal, and informal. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 9, n. 20, p. 98-107, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/251>. Acesso em: 13 dez. 2019.
Seção
Artigos