DESAFIOS E POSSIBILIDADES NA INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL: O PAPEL GEOPOLÍTICO DO BRASIL

  • Dhiego Antonio de Medeiros UNEAL
  • Leonardo Sena do Carmo USP

Resumo

O processo de integração da América do Sul continua ainda nos dias atuais em andamento, no entanto, torna-se pertinente acentuar que nos últimos anos o subcontinente passa por um processo de intensificação de integração regional. É sabido que a busca pela integração dos países sul-americanos é um projeto longínquo e paulatinamente está caminhando para a consolidação de uma grande “região geopolítica” (COSTA, 2009). Todavia, a América do Sul é caracterizada por profundas assimetrias entre seus Estados-membros, sejam elas estruturais, políticas ou econômicas, algo que, aliás, apresenta-se como empecilho no processo de integração da região. Nesse sentido, é imprescindível lembrar que no esforço do processo de consolidação integracionista, o papel desempenhado pelo Brasil é central, basta levar em consideração que o país surge como a principal potência regional sul- americana devido a sua consistente política externa e importância econômica.

Publicado
2021-09-03
Como Citar
MEDEIROS, Dhiego Antonio de; CARMO, Leonardo Sena do. DESAFIOS E POSSIBILIDADES NA INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL: O PAPEL GEOPOLÍTICO DO BRASIL. Revista Geopolítica Transfronteiriça, [S.l.], v. 1, n. 3, p. 16-35, set. 2021. ISSN 2527-2349. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/revistageotransfronteirica/article/view/2276>. Acesso em: 28 set. 2021.
Seção
Artigos