MEDIAÇÕES URBANAS E SISTEMAS TERRITORIAIS: O CASO DA ASSOCIAÇÃO DE MOVELEIROS DE PARINTINS (AM)

  • Estevan Bartoli UEA
  • Gleudson Marques da Costa UEA

Resumo

No presente texto demonstramos a existência do sistema territorial composto por conjunto de mediações (materiais e imateriais) que influencia a formação de territórios e territorialidades a partir da cidade. Analisamos a Associação de Moveleiros de Parintins (AMOPIN), questionando se, a partir da formação de projetos, reformulações organizacionais e maior interação com esferas variadas na cidade e entornos (dimensões políticas, econômicas, culturais e naturais), o coletivo organizado constitui nova mediação para produção de territórios e constituição de territorialidades. Como resultados da pesquisa, foi demonstramos que o grupo encontra estagnação atual devido ao baixo grau de coesão interna e capacidade de recriar links de abertura com sistemas externos, mas denotando grande capacidade de mobilização de recursos que, mesmo com ausência de ambiente de inovação, originou a divisão do trabalho atual.

Publicado
2018-04-03
Como Citar
BARTOLI, Estevan; COSTA, Gleudson Marques da. MEDIAÇÕES URBANAS E SISTEMAS TERRITORIAIS: O CASO DA ASSOCIAÇÃO DE MOVELEIROS DE PARINTINS (AM). Marupiara | Revista Científica do CESP/UEA, [S.l.], n. 2, p. 49-67, abr. 2018. ISSN 2527-0753. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/marupiara/article/view/905>. Acesso em: 18 set. 2018.
Edição
Seção
Artigos