SABERES DE CURA E PRÁTICAS CORPORAIS

PAJELANÇA NA FEIRA DA MANAUS MODERNA

  • Miriam de Araújo Mafra Castro Universidade Federal do Estado do Amazonas
  • Rubia Maria Farias Cavalcante Universidade Federal do Amazonas

Resumo

O presente trabalho buscou conhecer a vivência e experiência de um benzedor/ puxador de origem indígena no contexto da cidade de Manaus. A metodologia utilizada foi a História Oral Temática. Os instrumentos de coleta de dados foram: observação direta e entrevista semiestruturada com um benzedor/puxador que realiza as práticas curativas, benzeção/puxação, no ambiente da Feira da Manaus Moderna. A discussão dos dados cole-tados abordou os saberes-fazeres praticados pelo benzedor/puxador quanto aos aspectos benzeção e da religiosidade, conhecimentos ancestrais, práticas de puxação no contexto da cidade. As análises conclusivas apontaram para a necessidade de conhecer para valorizar os saberesfazeres da benzeção/ puxação e seus benefícios para o bem-estar das pessoas que buscam tais tratamentos para a saúde física/mental/espiritual, considerados alternativos frente à medicina tradicional desenvolvida no ocidente. Ainda que a pajelança indígena e cabocla tenha sido perseguida ao longo dos séculos de colonização, esta prática curativa persiste e se faz presente na cidade de Manaus, capital do estado do Amazonas.

Publicado
2019-04-22
Como Citar
CASTRO, Miriam de Araújo Mafra; CAVALCANTE, Rubia Maria Farias. SABERES DE CURA E PRÁTICAS CORPORAIS. Marupiara | Revista Científica do CESP/UEA, [S.l.], n. 3, p. 153-170, abr. 2019. ISSN 2527-0753. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/marupiara/article/view/1453>. Acesso em: 19 out. 2019.
Edição
Seção
Artigos