O GÊNERO DIGITAL NA CONTEMPORANEIDADE: PRÁTICAS CONTEXTUALIZADAS

  • Cleide Wittke UFPel
  • Neiva M. M. Soares UEA

Resumo

Este artigo toma como base teorias que abordam o gênero textual/discursivo e estão voltadas ao ensino e à aprendizagem de língua. Adotamos conceitos e pressupostos da escola de Genebra, visando a desenvolver uma Sequência Didática (SD) direcionada a alunos do ensino básico. O objetivo é criar oportunidade para melhorar o uso da linguagem nas práticas sociais, considerando elementos verbais e multissemióticos significativos na constituição dos gêneros digitais. Para tanto, selecionamos o gênero meme e buscamos estabelecer um diálogo entre a abordagem interacionista sociodiscursiva dos pesquisadores de Genebra, com os conceitos de multiletramento e com a teoria da multimodalidade. Nesse contexto, elaboramos m dispositivo didático que possa dar conta do conhecimento e do uso desse gênero digital, abrangendo tanto elementos verbais (oral e escrito) quanto multissemióticos, em termos de sua composição e funcionalidade. Com a proposta, aspiramos ampliar as perspectivas do ensino das práticas de linguagem no contexto escolar por meio de gêneros recorrentes na atualidade.

Publicado
2021-06-16
Como Citar
WITTKE, Cleide; SOARES, Neiva M. M.. O GÊNERO DIGITAL NA CONTEMPORANEIDADE: PRÁTICAS CONTEXTUALIZADAS. ContraCorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, [S.l.], n. 16, p. 145 - 163, jun. 2021. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/2169>. Acesso em: 23 set. 2021.