DES(COLECIONAR) GÊNEROS DISCURSIVOS NAS PRÁTICAS ESCOLARES: DA BNCC AO LIVRO DIDÁTICO DE LÍNGUA PORTUGUESA

  • Ludmila Dias do Nascimento Serafim Lopes UTFPR
  • Maria de Lourdes Rossi Remenche UTFPR

Resumo

A partir do conceito de descolecionar de Canclini (1997), este estudo, de caráter qualitativo-interpretativista, tem como objetivo analisar como o livro Didático de Língua Portuguesa, em consonância com a Base Nacional Comum Curricular (2018), mobiliza os gêneros discursivos, considerando a perspectiva dos multiletramentos. Para tal, assumimos as ideias de Bakhtin (2011) sobre os gêneros discursivos, a perspectiva dos Multiletramentos (Cope e Kalantzis, 2009), Kleiman e Sito (2016) e Rojo (2008, 2014) sobre o ensino de língua. O corpus de análise constitui-se no livro de Língua Portuguesa Tecendo Linguagens - 9º ano, aprovado no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Os resultados da análise evidenciaram que o livro didático ainda apresenta uma coleção de gêneros prototípicos do ambiente escolar e próprios do letramento da letra e do impresso.

Publicado
2021-06-16
Como Citar
LOPES, Ludmila Dias do Nascimento Serafim; REMENCHE, Maria de Lourdes Rossi. DES(COLECIONAR) GÊNEROS DISCURSIVOS NAS PRÁTICAS ESCOLARES: DA BNCC AO LIVRO DIDÁTICO DE LÍNGUA PORTUGUESA. ContraCorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, [S.l.], n. 16, p. 22 - 47, jun. 2021. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/2163>. Acesso em: 22 set. 2021.