POTENCIAL PARA PRODUÇÃO DE BIOSSURFACTANTES EM BACTÉRIAS ISOLADAS DE MACRÓFITA AQUÁTICA NA AMAZÔNIA

  • Ieda Batista UEA
  • Carlossandro de Albuquerque UEA
  • Francisca Ferreira UEA
  • Valdir Veiga Junior UEA
  • José Pereira UEA

Resumo

No processo de biodegradação de hidrocarbonetos de petróleo há relação direta entre a degradação destes compostos e a produção de biossurfactantes. Estas moléculas têm despertado grande interesse comercial pelo menor custo e maior eficiência do que os surfactantes sintéticos. Neste estudo foi verificado o potencial para a produção de biossurfactantes por meio da avaliação da atividade de emulsificação em cepas bacterianas isoladas em meio seletivo a partir da macrófita aquática amazônica Eichornnia crassipes e selecionadas aquelas com maior potencial. O crescimento de linhagens foi avaliado em meio mineral com mistura de hidrocarbonetos e em meio mineral com petróleo bruto. O índice de toxicidade foi avaliado nos extratos dos meios com mistura de hidrocarbonetos das cinco linhagens que apresentaram melhor crescimento. No meio com petróleo bruto verificou-se melhor crescimento bacteriano, destacando-se a cepa Stenotrophomonas sp. que atingiu cerca de 13,4x106 UFCs/mL. O crescimento bacteriano nos meios utilizados indicou a degradação dos hidrocarbonetos de petróleo, considerando que estes eram a única fonte de carbono. As linhagens que demonstraram melhores resultados foram Stenotrophomonas sp., Klebsiella sp, Enterobacter sp., Methylobacterium radiotolerans e Acinetobacter baumannii. Destacaram-se na produção de biossurfactantes as linhagens Stenotrophomonas sp e Methylobacterium radiotolerans, com melhores resultados no meio com petróleo. Os índices de toxicidade mostraram melhores resultados nos extratos do crescimento bacteriano em comparação aos extratos controles. Assim, considera-se que as linhagens estudadas apresentam importante potencial como produtoras de biossurfactantes merecendo estudos adicionais para comprovação desta produção.

Publicado
2017-05-19
Como Citar
BATISTA, Ieda et al. POTENCIAL PARA PRODUÇÃO DE BIOSSURFACTANTES EM BACTÉRIAS ISOLADAS DE MACRÓFITA AQUÁTICA NA AMAZÔNIA. Marupiara | Revista Científica do CESP/UEA, [S.l.], n. 1, maio 2017. ISSN 2527-0753. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/marupiara/article/view/434>. Acesso em: 17 ago. 2017.
Edição
Seção
Artigos