MEMÓRIA E PATRIMÔNIO IMATERIAL: AS NARRATIVAS ORAIS DO RIO DO ENGENHO (ILHÉUS-BAHIA)

  • Gisane Souza Santana UESC

Resumo

Este estudo objetiva analisar as narrativas orais do Rio do Engenho (Ilhéus/Bahia), que são produzidas no cotidiano da comunidade. Trata-se de um estudo desenvolvido interdisciplinarmente no espaço da Literatura Comparada onde são estabelecidas convergências conceituais da Teoria e Crítica Literárias, da Nova História e dos Estudos da Cultura. Parte-se de uma pesquisa bibliográfica, relacionando questões sobre memória, identidade e patrimônio. Por meio da pesquisa de campo, foram feitas a recolha dos relatos através do método da história oral. A pesquisa permitiu verificar que as narrativas orais podem ser entendidas como uma síntese de processos sociais e culturais, de um passado compartilhado pela comunidade; podem ser consideradas como representação das práticas cotidianas e das vivências coletivas.

Publicado
2017-01-01
Como Citar
SANTANA, Gisane Souza. MEMÓRIA E PATRIMÔNIO IMATERIAL: AS NARRATIVAS ORAIS DO RIO DO ENGENHO (ILHÉUS-BAHIA). ContraCorrente | Revista de Estudos Literários e da Cultura, [S.l.], n. 9, jan. 2017. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/736>. Acesso em: 13 dez. 2017.