“O ARTISTA E O ARTESÃO”: UM DIÁLOGO ENTRE MÁRIO DE ANDRADE E JOÃO CABRAL DE MELO NETO

  • Rafaela Cardeal UFRJ

Resumo

Tomando como ponto de partida a ideia de artesanato desenvolvida por Mário de Andrade no texto “O artista e o artesão”, este artigo propõe um diálogo com a obra de João Cabral de Melo Neto. Apesar de não haver uma nítida associação entre os dois autores, o pensamento estético de Mário, presente principalmente em sua produção ensaísta, conduz a uma reflexão sobre a criação artística similar à poética de João Cabral. A leitura dos poemas “Meditação sobre o Tietê” (1945) e O cão sem plumas (1950), aponta-nos uma via interpretativa que, ao mesmo tempo, demonstra a proximidade e a distância entre os projetos literários de cada poeta.

Publicado
2017-11-01
Como Citar
CARDEAL, Rafaela. “O ARTISTA E O ARTESÃO”: UM DIÁLOGO ENTRE MÁRIO DE ANDRADE E JOÃO CABRAL DE MELO NETO. ContraCorrente | Revista de Estudos Literários e da Cultura, [S.l.], n. 9, nov. 2017. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/730>. Acesso em: 13 dez. 2017.