JOGOS DE PODER Espaço condicionante e alegorias da contemporaneidade em A Guerra dos Tronos

  • Murilo Filgueiras Correa UEM/PLE

Resumo

A influência do meio sobre o indivíduo não é mais novidade após o Naturalismo e os estudos do behaviorismo, ela é associada ao desenvolvimento social e procura desnudar certas atitudes e situações. O estudo traça uma análise sobre os elementos espaciais percebidos na obra A Guerra dos Tronos (2010), de George R. R. Martin, pretende-se demonstrar como a cidade Porto Real, sede do exercício do poder, enquanto espaço de atuação, exerce determinante intervenção sobre as personagens habitantes e como isso influencia seus comportamentos e interpretações próprias da realidade. Dialogando com a obra O Cortiço (1890), de Aluísio Azevedo, por meio de pressupostos da literatura comparada, sustenta-se a tese de que as consequências impostas às personagens seriam alegorias atemporais e, de certa forma, trágicas da vida em sociedade.

Publicado
2017-05-22
Como Citar
CORREA, Murilo Filgueiras. JOGOS DE PODER Espaço condicionante e alegorias da contemporaneidade em A Guerra dos Tronos. ContraCorrente | Revista de Estudos Literários e da Cultura, [S.l.], n. 8, p. 74-91, maio 2017. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/584>. Acesso em: 12 dez. 2017.