UMA VOZ DISSONANTE: DESMUNDO E O LUGAR SOCIAL DA MULHER NO BRASIL COLONIAL

  • Dinameire Oliveira Carneiro Dias UFBA/FAPESB
  • Décio Torres Cruz UFBA/UNEB

Resumo

O objetivo neste trabalho é analisar o lugar social da mulher no Brasil colonial através do romanceDesmundo, da escritora Ana Miranda. Partindo da perspectiva proposta por linhas de pensamento como da História Nova e dos Estudos Culturais, analisa-se neste artigo a representação social da mulher no contexto do Brasil colonial a partir de umanarrativa romanesca que põe em cena a mulher como sujeito oprimido, mas dotado de uma voz que possibilita expor seu olhar/leitura acerca do que a sociedade impunha para ocomportamento femininonas esferas sociais. Lido a partir da ótica da metaficção historiográfica, que visa revisitar, através da ficção, importantes períodos históricos e lê-los dentro de uma perspectiva desestabilizadora, para além da versão oficial dos fatos, o romance de Miranda recupera aspectos relevantes dos primeiros anos do Brasil após a chegada dos portugueses, relendo-os pelo filtro do olhar da personagem-narradora Oribela.

Publicado
2017-05-22
Como Citar
DIAS, Dinameire Oliveira Carneiro; CRUZ, Décio Torres. UMA VOZ DISSONANTE: DESMUNDO E O LUGAR SOCIAL DA MULHER NO BRASIL COLONIAL. ContraCorrente | Revista de Estudos Literários e da Cultura, [S.l.], n. 8, p. 08-21, maio 2017. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/577>. Acesso em: 20 out. 2017.