BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE OS CONCEITOS DE ETHOS E DE PERSONA POÉTICA NA ANTIGUIDADE CLÁSSICA

  • Mariana Pini UNICAMP

Resumo

O objetivo do presente artigo é trazer uma análise do que os antigos, em especial Aristóteles, consideraram acerca do conceito de ethos e refletir brevemente, a partir das contribuições filosóficas antigas e modernas, a respeito da relação do autor, sobretudo antigo, com seu discurso. Um exemplo dessa relação pode ser pensada pelo conceito de persona poética, chamada ego por alguns estudiosos que seguem a nomenclatura de Paul Veyne. Essas noções são elaborações recentes, mas são certamente informadas por escritos antigos. Para perseguir nosso intento, articularemos alguns estudos hermenêuticos. Nosso foco é, portanto, fazer uma leitura e uma reflexão curta sobre aquilo que se entendia por ethos, principalmente em Aristóteles. Não deixaremos, porém, de considerar ainda textos latinos, como os de Cícero, pois, embora essa denominação não tenha sido vastamente empregada pelos romanos, acreditamos ser importante verificar de que maneira esses autores entendiam um conceito tão fundamental para os estudos de Retórica.

Publicado
2017-05-22
Como Citar
PINI, Mariana. BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE OS CONCEITOS DE ETHOS E DE PERSONA POÉTICA NA ANTIGUIDADE CLÁSSICA. ContraCorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, [S.l.], n. 6, p. 84-97, maio 2017. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/546>. Acesso em: 01 dez. 2022.