AMOR E EROTISMO NA POESIA DE FLORBELA ESPANCA

  • Valéria de Menezes UEA
  • Otávio Rios UEA

Resumo

Este artigo apresenta uma reflexão a respeito das marcas do amor e do erotismo na escrita lírica de Florbela Espanca, tendo como alicerce as teorias de Georges Bataille e Octavio Paz. Num contexto em que o feminino não se pronunciava, Florbela apresenta um novo discurso de ascensão da mulher como sujeito ativo no
jogo amoroso. A poesia será o mecanismo usado pela autora para alcançar a emancipação que o eu-lírico feminino tanto desejava.

Publicado
2017-05-22
Como Citar
MENEZES, Valéria de; RIOS, Otávio. AMOR E EROTISMO NA POESIA DE FLORBELA ESPANCA. ContraCorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, [S.l.], n. 4, p. 59-78, maio 2017. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/511>. Acesso em: 06 dez. 2019.
Seção
Dossiê