DO CORTIÇO À FAVELA A VIOLÊNCIA NA LITERATURA BRASILEIRA EM PERSPECTIVA

  • Nivaldo Diógenes

Resumo

Consideremos inicialmente a nossa condição de testemunhas de um período em que as incertezas estão presentes em qualquer segmento cultural, se observado com mais cuidado. Diante desse quadro, ainda que o espaço desse texto não nos permita refl etir o tema de forma plena, demonstraremos alguns aspectos importantes que, entre a ruptura e a continuidade, podem evidenciar algumas, mas não menos importantes, fi ssuras no tecido da crítica literária acerca do tema violência na literatura. Para que possamos discutir com mais profundidade, trazemos à baila o romance Cidade de Deus, escrito por Paulo Lins, bem como três análises críticas que integram a edição comemorativa dos dez anos de lançamento do livro. Respectivamente dispostos com os trabalhos de Roberto Schwarz, Vilma Arêas e Eduardo de Assis Duarte.

Publicado
2017-05-22
Como Citar
DIÓGENES, Nivaldo. DO CORTIÇO À FAVELA A VIOLÊNCIA NA LITERATURA BRASILEIRA EM PERSPECTIVA. ContraCorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, [S.l.], n. 2, p. 141-158, maio 2017. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/473>. Acesso em: 08 dez. 2022.