REDES DE TURISMO NO MARAJÓ: O PAPEL DAS INSTÂNCIAS DE GOVERNANÇA LOCAIS PARA O TURISMO NO MUNICÍPIO DE SOURE (PA)

  • Kassia Suelen da Silva Farias
  • Mirleide Chaar Bahia
  • Wilker Ricardo de Mendonça Nóbrega

Resumo

Buscou-se nesse artigo identificar os diferentes agentes participantes das instâncias de governança de turismo, bem como analisar os limites e as possibilidades da articulação dos agentes na rede de governança no município de Soure, Marajó (PA). Para tanto, a análise teve como pressuposto teórico-metodológico a concepção de Sociedade em redes, de Castells (2005), e sua congruência às perspectivas teóricas de governança e à participação nas políticas públicas. O aprofundamento bibliográfico, a análise documental, a elaboração e a aplicação de entrevistas semiestruturadas e a observação sistemática foram úteis para a compreensão e para o esclarecimento das questões que conduziram a pesquisa. A análise revelou a fragilidade que tem se instituído nas instâncias de governanças do Marajó, bem como as possibilidades que podem ser efetivadas na rede de turismo. No entanto, cabe destacar que o envolvimento dos agentes nos processos decisórios não se reduz a, somente, uma rede, pois considera a existência de outras redes de relações que são paralelas à atividade turística. Compreendeu-se, assim, que o comprometimento entre os agentes é, sem dúvida, um fator essencial para a eficácia das redes que configuram o turismo e, implicam na capacidade de governança local.

Publicado
2020-11-18
Como Citar
FARIAS, Kassia Suelen da Silva; BAHIA, Mirleide Chaar; NÓBREGA, Wilker Ricardo de Mendonça. REDES DE TURISMO NO MARAJÓ: O PAPEL DAS INSTÂNCIAS DE GOVERNANÇA LOCAIS PARA O TURISMO NO MUNICÍPIO DE SOURE (PA). ContraCorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, [S.l.], n. 14, p. 25 - 42, nov. 2020. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/1963>. Acesso em: 05 dez. 2020.