DA INVISIBILIDADE INDÍGENA À LUTA PELO TERRITÓRIO: O PROCESSO DE AFIRMAÇÃO DA IDENTIDADE ÉTNICA DOS BORARI DE ALTER DO CHÃO

  • Rossini Pereira Maduro Universidade do Estado do Amazonas
  • Jocilene Gomes da Cruz Universidade Federal do Amazonas

Resumo

Este artigo aborda parte um estudo sobre o processo de afirmação da identidade étnica dos Borari de Alter do Chão, município de Santarém, região Oeste do estado do Pará, procurando problematizar a trajetória da construção dessa afirmação identitária, iniciada após conflitos pela posse territorial no ano de 2003. A pesquisa realizada mostrou que, apesar do apelo territorial, o fenômeno social estudado engloba outros elementos que ultrapassam os limites da visão instrumentalista. O processo observado entre os Borari de Alter do Chão acompanha um movimento que ocorre por quase toda a região do Baixo Rio Tapajós, onde grupos passam a afirmar as suas identidades étnicas e reivindicam do Estado seu reconhecimento e a demarcação de seus territórios. Utilizamos a etnografia como método de pesquisa e os resultados apontam que o processo de afirmação da identidade indígena dos Borari de Alter do Chão provocou uma alteração na configuração social dessa região, onde se acreditava na extinção dos Borari como grupos socioculturalmente organizados, e pode também resultar em uma reconfiguração territorial, a partir da demarcação dos territórios reivindicados pelos Borari.

Publicado
2019-12-30
Como Citar
MADURO, Rossini Pereira; CRUZ, Jocilene Gomes da. DA INVISIBILIDADE INDÍGENA À LUTA PELO TERRITÓRIO: O PROCESSO DE AFIRMAÇÃO DA IDENTIDADE ÉTNICA DOS BORARI DE ALTER DO CHÃO. ContraCorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, [S.l.], n. 10, p. 40-57, dez. 2019. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/1634>. Acesso em: 19 set. 2020.