MORADIA NO CENTRO HISTÓRICO DE MANAUS:

Reflexões sobre a fragmentação e desqualificação social e urbana

Resumo

O presente artigo se propõe a refletir a moradia na área central de Manaus/AM considerando o processo de formação das centralidades, fragmentação e desqualificação social e urbana. Trata-se de um estudo bibliográfico que analisa o processo de produção dos espaços sociais na área central de Manaus a partir de seu surgimento enquanto cidade e suas contradições. Inicialmente procuramos compreender a estruturação produtiva da cidade e produção dos espaços sociais a partir da sua função social. Em seguida voltamos nosso olhar para as formas de fragmentação das cidades e a consequente desqualificação social e urbana, para então refletirmos sobre a moradia no Centro Histórico de Manaus, considerando que o centro já foi a cidade em sua totalidade. Por fim, não apresentamos respostas definitivas sobre o tema, mas uma possível leitura acerca da moradia no Centro Histórico de Manaus.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestra em Ciências Humanas pelo Programa de Pós-Graduação em Interdisciplinar em Ciências Humanas-PPGICH/UEA; Pesquisadora do Núcleo de Estudos Interdisciplinares das Culturas Amazônicas (NEICAM/UEA); Pesquisadora Convidada do Laboratório de Dados Sociais e Econômicos sobre a Região da Leopoldina (LANSOC/UNISUAM-RJ).

##submission.authorWithAffiliation##

Mestre em Ciências Humanas pelo PPGICH/UEA; Pesquisador do Núcleo de Estudos Interdisciplinares das Culturas Amazônicas (NEICAM/UEA); Pesquisador convidado do Laboratório de Análises Socioeconômicas da Região da Leopoldina e Zona Oeste (LANSOC/UNISUAM-RJ).

Publicado
2024-05-20
Como Citar
PEREIRA MOURA, Gheysa Daniele; DE OLIVEIRA, Manoel Inácio. MORADIA NO CENTRO HISTÓRICO DE MANAUS:. ContraCorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, [S.l.], n. 21, p. 131-151, maio 2024. ISSN 2525-4529. Disponível em: <https://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/3601>. Acesso em: 20 jul. 2024. doi: https://doi.org/10.59666/cc-ppgich.v0i21.3601.