CORPOS E VOZES INDÍGENAS INVISÍVEIS NO CONTEXTO URBANO AMAZÔNICO

  • Leandro Eustáquio Gomes
  • Mauro Augusto Dourado Menezes
  • Tatiana De Lima Pedrosa Santos
  • Raniele Alana Lima Alves

Resumo

 Este artigo tem como objetivo promover uma profunda análise das estruturas que contribuem para a invisibilidade de corpos e vozes em contextos urbanos. Para ilustrar essa problemática, tomamos como exemplo a cidade de Manaus, situada no estado do Amazonas, no Brasil, onde a ausência de representações indígenas se manifesta devido ao poder colonial hegemônico que historicamente perpetuou a invisibilidade dessas comunidades. Nossa abordagem busca, fundamentalmente, realizar um exercício crítico de decolonialidade. Este exercício consiste em agir em oposição ao cenário excludente, opressor e profundamente enraizado em preconceitos raciais, que é mantido pelo Estado e muitas vezes reforçado pela sociedade em geral.

Publicado
2024-05-20
Como Citar
GOMES, Leandro Eustáquio et al. CORPOS E VOZES INDÍGENAS INVISÍVEIS NO CONTEXTO URBANO AMAZÔNICO. ContraCorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, [S.l.], n. 21, p. 64-81, maio 2024. ISSN 2525-4529. Disponível em: <https://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/3597>. Acesso em: 20 jul. 2024. doi: https://doi.org/10.59666/cc-ppgich.v0i21.3597.