CIDADES EDUCADORAS: o desafio da construção de outro paradigma pedagógico e de gestão em tempos distópícos

Resumo

Editorial.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

É professora titular da Faculdade de Educação e professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: química da vida e saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e professora titular do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Câmpus de Frederico Westphalen. Cursou Graduação em Pedagogia pelo Centro de Ensino Superior de Erechim; Especialização em Alfabetização pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Especialização em Educação Popular pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, tendo realizado parte dos estudos na Universidade de Barcelona, e Pós-Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Seu campo de trabalho e pesquisa educacional tem ênfase na área de políticas públicas e práticas pedagógicas, dialogando e construindo formas de intervenção nos temas da alfabetização, educação de jovens e adultos, fracasso escolar, pedagogias urbanas, relações entre escola e cidade, educação integral e ensino médio.

##submission.authorWithAffiliation##

Pós-doutorado pela Universidade do Porto (Portugal). Doutor em Filosofia pela PUC/RS, com estágio de doutorado na Università degli Studi di Napoli Federico II (Itália). Mestrado e Graduação em Filosofia pela UFSM. Docente do Curso de Graduação em Filosofia e do Programa de Pós-graduação Stricto Senso (Mestrado) em Filosofia da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Atuou como Coordenador Geral do Ensino Fundamental do Ministério de Educação (MEC) (2015 a 2016) e foi Diretor de Políticas de Graduação da UFFS (2010 a 2015). Líder do Grupo de Pesquisa Filosofia e Temas Contemporâneos (UFFS) e membro do Grupo de Pesquisa Ética e Ética Aplicada (UFSM). Tem atuado, principalmente, nos seguintes temas: Hermenêutica, Ética, Formação de Professores, Educação Integral e Base Nacional Comum Curricular.

Márcio Tascheto da Silva

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM (2002), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM (2005) , Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS (2016) e pós-doutorado em Memória Social e Patrimônio Cultural pela Universidade Federal de Pelotas/UFPEL (em andamento). Atuou como professor de História no Ensino Médio na Escola de Educação Básica Educar-se/UNISC (2003 a 2008), na Escola São João La Salle (2004), como consultor da Unesco (2009), como consultor da Organização dos Estados Ibero-americanos/OEI (2010), como consultor no Ministério da Educação na Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade/SECAD/MEC (2009 e 2010), como professor na Universidade Católica de Brasília/UCB (2010), como Assessor de Projetos Institucionais da Universidade de Passo Fundo/UPF (2010) como professor da Universidade de Passo Fundo/UPF, no Curso de Pedagogia (2011-2018), como Coordenador da Divisão de Extensão da Universidade de Passo Fundo/UPF (2012-2019) , como Coordenador do Programa UniverCidade Educadora UPF (2016-2019). Atualmente atua como professor e pesquisador do Curso de História e no Mestrado em Humanidades e Linguagens/MEHL da Universidade Franciscana/UFN nos projetos Leituras Contemporâneas do Espaço Urbano de Santa Maria/RS e Pedagogias Urbanas: O Potencial Educativo da Cidade para o Ensino de Humanidades, como assessor da Vice-Reitoria de Extensão da Universidade de Passo Fundo/UPF, como Coordenador do Projeto Hospedaria da Arte, Coordenador dos sub-projetos UniverCidade Educadora UFN e Ateliê Pedadgógico, Membro do Movimento Brasileiro de Cidades Educadoras/SP e da Rede de Universidades por Cidades que Educam, Avaliador de Tecnologias de Educação Integral na Secretaria de Educação Básica/SEB/MEC, Membro do grupo de editoria da revista Lugar Comum/UFRJ, pesquisador do grupo de pesquisa Arte, Corpo, Ensigno CNPQ/CAPES/UFRGS, pesquisador da rede Universidade Nômade.

Referências

ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DAS CIDADES EDUCADORAS. Carta das cidades educadoras. Barcelona, Esp., 2020. Disponível em: https://www.ciudadeseducadorasla.org/ciudades/es/la-carta Acesso em: 25 de junho de 2021.

CERTAU, Michel de. A Invenção do Cotidiano. Petrópolis: Ed. Vozes, 1994.

FAURE, Edgar. Aprender a ser. São Paulo: Ed. Bertrand, 1972.

FOUCAULT, Michel. D&E III Estética: Literatura e Pintura, Música e Cinema. Rio de Janeiro: Ed. Forense Universitária, 2013.

GEHL, Jan. Cidades Para Pessoas. São Paulo: Ed. Perspectiva, 2015.

HARVEY, David. A Produção Capitalista do Espaço. Rio de Janeiro: Ed. Annablume, 2006.

JACOBS, Jane. Morte e Vida de Grandes Cidades. São Paulo: Ed. Martins Fontes, 2019.

KOSELLECK, Reinhart. Estratos do Tempo. Rio de Janeiro: Ed. Puc Rio, 2006.

LEFEBVRE, Henri. O Direito à Cidade. São Paulo: Ed. Centauro, 2007.

LEFEBVRE, Henri. A revolução urbana. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008.

PEREC, Georges. A Vida Modo de Usar. São Paulo: Ed. Cia das Letras, 2009.

ROLNIK, Raquel. Guerra dos Lugares. São Paulo: Ed. Boitempo, 2016.
Publicado
2022-01-30
Como Citar
MOLL, Jaqueline; CORÁ, Elsio José; DA SILVA, Márcio Tascheto. CIDADES EDUCADORAS: o desafio da construção de outro paradigma pedagógico e de gestão em tempos distópícos. Revista Vagalumear, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 1-5, jan. 2022. ISSN 2763-9916. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/rv/article/view/2467>. Acesso em: 08 dez. 2022.