UNIVERSIDADEESCOLA: O PROJETO ASSISTÊNCIA À DOCÊNCIA COMO POLÍTICA DE FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES E PROFESSORAS ARTICULADA À FORMAÇÃO CONTINUADA

  • Eglê Betânia Portela Wanzeler
  • Maria Quitéria Afonso
  • Jediã Ferreira Lima

Resumo

Esse artigo tem como objetivo apresentar um pouco da trajetória histórica de dez anos do Projeto Assistência à Docência/PAD a partir de seus objetivos, metodologias e intencionalidades política e pedagógica. Trata-se de evidenciar os caminhos promovidos pelo Laboratório de Ensino, Pesquisa e Experiências Transdisciplinares/Lepete/UEA para o desenvolvimento de ações de extensão articuladas ao ensino e a pesquisa, cujo lócus são escolas públicas da rede municipal de Manaus. Um processo que se faz a partir da aproximação entre a escola e a universidade, que denominamos Universidadeescola. Esse projeto é voltado para formação inicial e se articula à formação continuada de professores(as) da rede pública de Manaus, atendendo a Educação Infantil, Ensino Fundamental e as modalidades da Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena e Educação Especial. Enquanto projeto de extensão, o PAD se institui como política pública de valorização e profissionalização docente, instituindo processos e apontando caminhos para intervenções sociais orientadas pela democracia, ciência, ética e justiça social e cognitiva, apontando horizontes possíveis de paz e de igualdade entre os homens e mulheres.

Publicado
2022-04-01
Como Citar
PORTELA WANZELER, Eglê Betânia; AFONSO, Maria Quitéria; LIMA, Jediã Ferreira. UNIVERSIDADEESCOLA: O PROJETO ASSISTÊNCIA À DOCÊNCIA COMO POLÍTICA DE FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES E PROFESSORAS ARTICULADA À FORMAÇÃO CONTINUADA. Extensão em Revista, [S.l.], n. 10, p. 12-20, abr. 2022. ISSN 2525-5347. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/extensaoemrevista/article/view/2512>. Acesso em: 03 dez. 2022.