Hipodontia associada à fissura de lábio e palato em paciente não sindrômico - relato de caso.

  • Marcelo Capistana de Lima Universidade do Estado do Amazonas
  • Daniel Saito Universidade do Estado do Amazonas
  • Cristiane Pereira Borges Saito Universidade do Estado do Amazonas

Resumo

Fissuras de lábio e palato compreendem anomalias craniofaciais comuns e requerem tratamento multidisciplinar complexo, acarretando implicações por toda a vida do indivíduo. A etiologia da fissura de lábio com ou sem fissura de palato, não sindrômicas, tem os fatores genéticos e ambientais como determinantes, os quais interagem para o aparecimento da anomalia. A hipodontia compreende a agenesia ou ausência congênita de seis dentes ou menos. A agenesia dentária é frequentemente descrita em combinação com a fissura de lábio e/ou palato (FL/P), dando origem à síndrome hipodontia-FL/P. O objetivo deste trabalho é apresentar um caso clínico de hipodontia associada à fissura de lábio e palato em paciente não sindrômico. Trata-se de um paciente do gênero masculino, 16 anos de idade, melanoderma, que apresentou fissura de lábio e palato unilateral direita completa ao nascer. A genitora do paciente procurou atendimento odontológico no Núcleo de Atendimento Odontológico a Pacientes Especiais da Universidade do Estado do Amazonas, onde foi constatado o quadro acima citado. O exame clínico extra e intrabucal constataram a realização prévia de cirurgias de queiloplastia e palatoplastia, além de lesão de cárie sem comprometimento pulpar nos elementos 36 e 46. Ao exame radiográfico constatou-se a agenesia do elemento 25. Foram realizados procedimentos restauradores nos elementos cariados com Óxido de Zinco e Eugenol. O paciente se encontra em acompanhamento e proservação.

Publicado
2019-11-25
Como Citar
CAPISTANA DE LIMA, Marcelo; SAITO, Daniel; PEREIRA BORGES SAITO, Cristiane. Hipodontia associada à fissura de lábio e palato em paciente não sindrômico - relato de caso.. Revista de Ciências da Saúde da Amazônia, [S.l.], n. 1, p. 57-65, nov. 2019. ISSN 2447-486X. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/cienciasdasaude/article/view/786>. Acesso em: 24 jan. 2020.