Incidência de aleitamento materno no momento da alta da terceira etapa do método canguru da Maternidade Ana Braga / Breastfeeding incidence at discharge of the third stage of the kangaroo method of maternity Ana Braga

  • Priscyla Leite
  • Ágatha Freire
  • Samira Ribeiro
  • Jefferson Guilherme UEA

Resumo

Recém-nascidos de baixo peso representam alto percentual na morbimortalidade neonatal e a sua alimentação é um processo complexo, sendo o Método Canguru uma estratégia de promoção do aleitamento materno entre esses bebês. Determinar a incidência de aleitamento materno na alta dos neonatos, acompanhado na 3ª etapa do Método Canguru. Estudo epidemiológico transversal e retrospectivo com dados obtidos dos  prontuários dos recém-nascidos atendidos no ambulatório da 3ª etapa do MC, em uma maternidade pública do município de Manaus, no período de janeiro a dezembro de 2015. A amostra constituiu-se de 550 recém-nascidos de baixo peso; 24% dos quais eram de muito baixo peso, um grupo de alto risco para desmame
precoce. Diferente da literatura, o serviço consegue ter altos índices de AM mesmo entre os RN de MBP. 93,1% dos bebês de BP e 91,6% dos RN com peso menor que 1500g receberam alta do ambulatório da 3ª etapa do Canguru em Aleitamento exclusivo. Apesar de recém-nascidos de baixo peso apresentarem risco elevado de
desmame precoce, constatou-se na amostra uma alta frequência de aleitamento materno exclusivo à alta, mesmo entre os RNMBP. O método canguru, o Hospital Amigo da Criança, a atuação do Banco de Leite Humano, o cumprimento da NBCAL, a valorização da equipe multidisciplinar, composta inclusive por consultor internacional em lactação, são estratégias que associadas a abordagem clínica com aconselhamento, têm permitido o manejo das dificuldades da amamentação com sucesso, reduzindo o desmame neste grupo de neonatos.

Publicado
2017-05-17
Como Citar
LEITE, Priscyla et al. Incidência de aleitamento materno no momento da alta da terceira etapa do método canguru da Maternidade Ana Braga / Breastfeeding incidence at discharge of the third stage of the kangaroo method of maternity Ana Braga. Revista de Ciências da Saúde da Amazônia, [S.l.], n. 1, p. 45-68, maio 2017. ISSN 2447-486X. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/cienciasdasaude/article/view/410>. Acesso em: 12 dez. 2017.
Edição
Seção
Artigos