Prevalência da Síndrome das Pernas Inquietas em população de idosos universitários da cidade de Manaus (UEA-UNATI) / Prevalence of the Restless Legs Syndrome in a elderly population university of Manaus-AM (UEA-UNATI)

  • Carlos de Almeida UEA
  • Fernanda de Oliveira UEA
  • Stephanie de Farias UEA
  • Euler Ribeiro UEA
  • Marcus Coletta UEA

Resumo

A Síndrome das Pernas Inquietas é uma desordem de integração sensório-motora, que acomete de 5 a 10% da população. Estudos em determinados grupos populacionais especialmente em idosos saudáveis do Norte do País ainda são escassos. Verificar a prevalência da SPI; Avaliar a severidade dos sintomas através da escala da IRSLG; Verificar a presença de sonolência e queixa de sono. Trata-se de um estudo observacional, transversal. Os participantes foram entrevistados através de um questionário criado com base nos critérios da IRSLG. As análises foram realizadas por meio do programa MINITAB versão 14.1. Foram entrevistados 82 idosos. A idade média foi 69 anos (±4,18 anos), sendo 81,8% do sexo feminino e 18,2% do sexo masculino, com proporção de F:M de 4,5:1. A prevalência de SPI nessa população foi de 13,4% (N=11). Dentre os acometidos, 62,3% apresentaram SPI grau moderado e 37,5% grau leve. O escore médio na escala IRSLG foi 11,5 pontos (±6,62) e nenhum apresentou pontuação acima de 20 (grave/muito grave). Distúrbios do sono (DS) foram presentes em 50% dos entrevistados, sendo classificados como leve em 25%, moderado em 12,5% e intenso em 12,5%). Não houve evidências de associação entre a faixa etária e o grau da SPI (p=0,71), nem tampouco entre o gênero e a gravidade dos sintomas (p=0,37). A SPI é uma condição de alta prevalência e ainda subdiagnosticada e tratada na população idosa da região Amazônica.

Publicado
2017-05-17
Como Citar
DE ALMEIDA, Carlos et al. Prevalência da Síndrome das Pernas Inquietas em população de idosos universitários da cidade de Manaus (UEA-UNATI) / Prevalence of the Restless Legs Syndrome in a elderly population university of Manaus-AM (UEA-UNATI). Revista de Ciências da Saúde da Amazônia, [S.l.], n. 1, p. 33-44, maio 2017. ISSN 2447-486X. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/cienciasdasaude/article/view/409>. Acesso em: 14 dez. 2017.
Edição
Seção
Artigos