PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS ACESSÍVEIS PARA O ENSINO DE QUÍMICA ORGÂNICA INCLUSIVO

  • Paula Rodrigues N. F. Paulo UFF
  • Marcia Narcizo Borges UFF
  • Cristina Maria C. Delou UFF

Resumo

Os direitos para deficientes visuais evoluíram bastante com o passar do tempo, obtendo ganhos nos aspectos jurídicos e acadêmicos, de maneira que a inclusão desses alunos na educação regular é garantida por lei. No entanto, nem sempre o professor está preparado para trabalhar com esses alunos. Quando se trata de Ensino de Química tanto na Educação Básica quanto nos cursos de graduação, os principais problemas são: falta de material didático acessível e inclusivo; falta de propostas de metodologias de ensino inclusivas e falta de formação adequada do professor. No estudo de Química Orgânica, a compreensão dos diferentes arranjos estruturais e espaciais das moléculas é fundamental. No entanto, para a maioria dos alunos, a compreensão do arranjo de moléculas num contexto tridimensional é particularmente difícil. Sabendo que essa dificuldade de ensino/aprendizagem se potencializa quando o professor se vê na sala de aula com alunos cegos ou com visão subnormal, elaborou-se um kit inclusivo para o estudo tridimensional de compostos orgânicos. O Kit e a metodologia de uso foram avaliados e validados em uma oficina de capacitação realizada para bolsistas do programa PIBID/Química da UFF.

Publicado
2018-03-14
Como Citar
PAULO, Paula Rodrigues N. F.; BORGES, Marcia Narcizo; DELOU, Cristina Maria C.. PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS ACESSÍVEIS PARA O ENSINO DE QUÍMICA ORGÂNICA INCLUSIVO. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 11, n. 23, p. 116-125, mar. 2018. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/881>. Acesso em: 18 dez. 2018.
Seção
Artigos