CONTRIBUIÇÃO DOS ENCONTROS DE ORIENTAÇÃO COLETIVA (ECO) NA FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DOCENTES

  • João Luiz da Costa Barros UFAM
  • Isabel Maria Sabino de Farias UECE
  • Hellen Cris de Almeida Rodrigues UFAM
  • Marnilde Silva de Farias UFAM

Resumo

Este texto tem por objetivo compreender como é concebida a formação de profissionais docentes pesquisadores em um Programa de Pós-graduação em Educação, tomando como base as experiências e perspectivas vividas nos Encontros de Orientação Coletiva (ECO) vinculados a um grupo de pesquisa de Educação e Cultura Escolar. A pesquisa é de caráter exploratório e apresenta a participação efetiva de onze docentes pesquisadores que colaboraram nas entrevistas individuais por meio eletrônico, as quais foram consideradas para análise dos dados. Foi possível concluir que, as experiências vivenciadas no processo de inserção/interação pelos professores no referido grupo de pesquisa, podem proporcionar subsídios para constituição de uma comunidade de aprendizes num programa de pós-graduação em educação, seja pela reflexão coletiva, seja pela possibilidade de melhoria na ação profissional, principalmente, mediante o diálogo desenvolvido no grupo, podendo conduzir a uma formação na perspectiva crítica-reflexiva.

Publicado
2020-07-30
Como Citar
BARROS, João Luiz da Costa et al. CONTRIBUIÇÃO DOS ENCONTROS DE ORIENTAÇÃO COLETIVA (ECO) NA FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DOCENTES. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 13, n. 27, p. 97-111, jul. 2020. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/1837>. Acesso em: 13 ago. 2020.
Seção
Artigos