NARRATIVAS POPULARES: ALTERNATIVA DIDÁTICA AO ENSINO DE CIÊNCIA

  • Raiziana Zurra
  • Ethel de Oliveira
  • Mônica Costa
  • Marcos Aleixo

Resumo

O artigo parte de uma reflexão acerca dos tipos de conhecimentos implícitos nas narrativas das populações ribeirinhas da Floresta Nacional de Tefé e sua aplicação prática no processo ensino-aprendizagem de Ciências Naturais. A investigação aponta a possibilidade de entrecruzamento entre os conhecimentos originados no ceio da etnociência e seus saberes tradicionais e o conhecimento Científico sacralizado nos currículos das escolas multisseriadas composta por estudantes do ensino fundamental. O trabalho tem como objetivo evidenciar que narrativas como o conto, o mito e a lenda funcionam como estimulante cognitivo, despertando a curiosidade e fomentando novas perspectivas de compreensão dos conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais no ensino de Ciências Naturais. Aprender de forma significativa requer pôr em marcha processos e ou esquemas cognitivos complexos. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa com um enfoque fenomenológico pautada nos referenciais da Antropologia, Biologia, Literatura, Psicologia e Pedagogia. Os resultados obtidos indicam carência de trabalhos que abordem as relações entre a Literatura popular local e o Ensino de Ciências Naturais, e que as narrativas oriundas do imaginário local, em especial os mitos, as lendas e os contos, fornecem possibilidades de contornar dois graves analfabetismos: o científico e o literário.

Publicado
2017-05-04
Como Citar
ZURRA, Raiziana et al. NARRATIVAS POPULARES: ALTERNATIVA DIDÁTICA AO ENSINO DE CIÊNCIA. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 8, n. 16, p. 90-103, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/170>. Acesso em: 13 dez. 2019.
Seção
Artigos