TEMAS TRANSVERSAIS, OFICINAS PEDAGÓGICAS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: UMA DISCUSSÃO ACERCA DO ENSINO DE CIÊNCIAS NA AMAZÔNIA

  • Wenderson da Silva
  • Paula Martins
  • Ierecê Barbosa

Resumo

Este trabalho de cunho teórico, objetiva discutir a relação pedagógica e a dinâmica professor – aluno - conhecimento, a partir da aprendizagem significativa e suas implicações para o processo de ensino e aprendizagem no Ensino de Ciências na Amazônia. A fundamentação teórica tem seus alicerces em Ausubel (1978,1980,2002), maior expoente dessa teoria, além de Moreira (2006), Candau (1999) e ainda em (DELIZOICOV e ANGOTTI, 1998), quanto à realidade vivenciada por nossos estudantes alijados dos processos de significação e construção reflexiva do saber científico, como pressupõem nossos PCNs (BRASIL, 1998). Deste referencial, abstraímos numerosas e inusitadas considerações que se coadunam harmonicamente com o Ensino de Ciências e que são discutidas nas tessituras que permeiam todo o texto. Em considerações finais, falar de aprendizagem significativa é assumir que aprender possui um caráter dinâmico que exige ações de ensino direcionadas para que os aprendizes aprofundem e ampliem os significados elaborados mediante às participações ativas nas situações de aprendizagem.

Publicado
2017-05-04
Como Citar
DA SILVA, Wenderson; MARTINS, Paula; BARBOSA, Ierecê. TEMAS TRANSVERSAIS, OFICINAS PEDAGÓGICAS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: UMA DISCUSSÃO ACERCA DO ENSINO DE CIÊNCIAS NA AMAZÔNIA. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 8, n. 15, p. 89-99, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/149>. Acesso em: 06 dez. 2019.
Seção
Artigos