A RELAÇÃO ENTRE A HISTÓRIA DA CIÊNCIA NO ENSINO DE BIOLOGIA E SEU DESCOMPASSO EM RELAÇÃO À PRÁTICA

  • Verônica Klepka
  • Fagner de Souza

Resumo

Visões neutras, concepções errôneas e epistemologia tanto de professores quando de alunos a respeito da natureza da ciência tem feito da tradição científica uma comunidade isolada, de gênios, linear e descontextualizada. A História e a Filosofia da Ciência surgem com a tarefa de auxiliar na compreensão da ciência e desvelar conhecimentos além dos fenômenos prontos e estanques repassados ao longo dos anos pelo ensino tradicional, permitindo uma visão holística dos aspectos sociais, políticos e filosóficos desse campo. Nesse sentido, a formação inicial assume um papel importante enquanto garante as exigências da legislação sobre a inclusão de disciplinas voltadas a epistemologia e História da Ciência no currículo dos cursos formadores. Desse modo, o presente trabalho buscou conhecer os conhecimentos de Biólogos (as) já formados a respeito da ciência e suas atitudes quanto ao uso da História da Ciência no ensino. Aplicou-se um questionário fechado a uma amostragem aleatória de 15 biólogos (as) e os dados desse questionário foram analisados quantitativamente. Foi possível observar que os sujeitos da pesquisa atribuem grande valor à História e Filosofia da Ciência, por outro lado, suas respostas sugerem uma incoerência com a prática na medida em que demonstram insegurança ou desconhecimento significativo para sua utilização em sala de aula.

Publicado
2017-05-03
Como Citar
KLEPKA, Verônica; DE SOUZA, Fagner. A RELAÇÃO ENTRE A HISTÓRIA DA CIÊNCIA NO ENSINO DE BIOLOGIA E SEU DESCOMPASSO EM RELAÇÃO À PRÁTICA. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 7, n. 14, p. 31-42, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/123>. Acesso em: 22 out. 2019.
Seção
Artigos