A FEIRA DE CIÊNCIAS COMO UM MEIO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E AMBIENTE DE APRENDIZAGEM PARA ESTUDANTES-VISITANTES

  • Welington Francisco
  • Igor Santos

Resumo

Considerando que as Feiras de Ciências podem ser caracterizadas como espaços não formais de educação que contribuem diretamente para a divulgação científica (DC), o presente trabalho retrata a visão dos visitantes de diferentes escolas sobre a 1° Feira de Ciências Temática de Química e Meio Ambiente (FTQuiMA) e identifica como a DC é trabalhada nas suas respectivas instituições de ensino, por meio de uma pesquisa qualitativa. Como fonte de dados utilizou-se de um questionário com nove perguntas, que foi entregue para alguns estudantes das quatro escolas após a visitação. De acordo com os resultados, constatou-se que nem todas as escolas costumam realizar visitas em locais de divulgação científica (DC) nem promovem feiras com esse intuito. Ademais, observou-se que as formas que estudantes buscam informações sobre ciências diferem um pouco da maneira que os professores trabalham na escola, porém, esse distanciamento está diminuindo. Nesse sentido, acredita-se que as feiras de ciências continuam sendo populares, atrativas e com grandes potencialidades para a DC e aquisição de conhecimentos de forma mais descontraída e divertida.

Publicado
2017-05-02
Como Citar
FRANCISCO, Welington; SANTOS, Igor. A FEIRA DE CIÊNCIAS COMO UM MEIO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E AMBIENTE DE APRENDIZAGEM PARA ESTUDANTES-VISITANTES. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 7, n. 13, p. 96-110, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/106>. Acesso em: 09 dez. 2019.
Seção
Artigos