AUTONOMIA DAS SUBSIDIÁRIAS DO POLO INDUSTRIAL DE MANAUS –PIM NO POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO COM BASE NO MODELO DAS CINCO FORÇAS COMPETITIVAS DE PORTER

  • Alcian Pereira de Souza UEA
  • Manoel Rodrigues Terceiro Neto UEA
  • Nilson José de Oliveira Junior UEA

Resumo

A Zona Franca de Manaus – ZFM é uma zona de incentivos fiscais na Amazônia, criada em 1967, tendo o Polo Industrial de Manaus – PIM como o maior gerador de resultados econômicos, contando com 461 empresas em operação, que geraram em 2016 um faturamento R$ 79 bilhões, com um modelo sustentado pela atuação de empresas subsidiárias de regiões do mundo. O objetivo desse trabalho é analisar o grau de autonomia que as subsidiárias do PIM possuem em relação ao posicionamento estratégico de seu grupo empresarial, a partir do modelo das cinco forças competitivas de Porter. A bibliografia utilizada se baseou em conceitos de estratégia e estudos sobre o papel das subsidiárias durante a expansão global das empresas. Este estudo é descritivo e realizado por meio de um levantamento survey junto às subsidiárias localizadas no PIM. A partir da análise dos dados, foi possível avaliar os principais números e características do modelo ZFM e também perceber o grau de autonomia das subsidiárias do PIM.

Publicado
2018-01-01
Como Citar
SOUZA, Alcian Pereira de; NETO, Manoel Rodrigues Terceiro; OLIVEIRA JUNIOR, Nilson José de. AUTONOMIA DAS SUBSIDIÁRIAS DO POLO INDUSTRIAL DE MANAUS –PIM NO POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO COM BASE NO MODELO DAS CINCO FORÇAS COMPETITIVAS DE PORTER. Amazon Business Research, [S.l.], n. 2, p. 102-119, jan. 2018. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/abr/article/view/1113>. Acesso em: 21 out. 2018.
Seção
Artigos