A educação e reconciliação com o passado: reflexões a partir do pensamento de Hannah Arendt

  • Carlos Eduardo Gomes Nascimento UFBA

Resumo

O artigo aborda a educação, na perspectiva da pensadora alemã Hannah Arendt, a partir das conce´pções: fim da tradição, desamparo e reconciliação. A responsabilidade que os adultos possuem no cuidado com as crianças e os jovens, na apresentação de uma herança cultural de um mundo comum expressa a compreensão da autora sobre o fenô´meno da educação. A tradição que seleciona, nomeia, transmite e preserva o legado cultural de gerações do passado às novas gerações foi rompida na sociedade moderna, implicando na crise na educação. Com isso, indaga-se: como a escola, representante de tradições públicas, conhecimentos, linguagens e histórias do mundo comum enfrenta o fim da tradição? Por fim, aponta que mesmo em tempos sombrios, a escola é o espaço de debate e da criação de um solo comum, onde torna-se possível estabelecer vínculos entre o passado e o futuro. 

Publicado
2019-06-13
Como Citar
NASCIMENTO, Carlos Eduardo Gomes. A educação e reconciliação com o passado: reflexões a partir do pensamento de Hannah Arendt. ContraCorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, [S.l.], n. 13, p. 33-52, jun. 2019. ISSN 2525-4529. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/contracorrente/article/view/1407>. Acesso em: 21 ago. 2019.